Urgências
 

07 de Dezembro de 2012
Entrevista de Tim Cook
Entrevista de Tim Cook

Ontem, foi transmitida a entrevista de Tim Cook à NBC, no programa apresentado pelo jornalista Brian Williams, Rock Center. Obviamente, tratava-se de uma entrevista muito aguardada, porque apesar da mudança de liderança, em virtude da doença e falecimento de Steve Jobs, muitos têm referido que a Apple está diferente. No entanto, esta foi apenas a sua segunda entrevista, desde que é CEO da Apple.

Mas como o Brian Williams, refere numa peça que fez para a web, onde contou com o comentário do Joshua Topolsky do The Verge, a entrevista teve uma longa preparação e o timing da publicação da peça da Bloomberg BusinessWeek não foi inocente.

Praticamente, em simultâneo, Tim Cook surge na NBC e na revista financeira que referimos. De facto, na Apple nada é por acaso e esta súbita aparição não é por acaso. Estamos no final do ano, a Apple praticamente renovou todos os produtos ou a sua grande maioria, renovou o conselho de administração, renovou a estrutura de equipas, o responsável dos Maps foi demitido e apesar do sucesso de vendas, os analistas financeiros arrasaram com a empresa californiana e os títulos no NASDAQ, começaram a ressentir-se.

Perante este cenário, esta entrevista surge no melhor momento e como seria de esperar, Tim Cook fala de Steve Jobs, da polémica com o trabalho mal remunerado na Ásia, a criação de empregos nos EUA, os falhanços da Apple, com o Siri e os Mapas e qual é a visão da Apple para a sala de estar, em particular com a televisão. Obviamente, que as respostas de Tim Cook foram muito fechadas e institucionais. Nota-se claramente que foi feito o trabalho de casa.

Sim, Tim Cook não é Steve Jobs, mas há coisas que não vão mudar. No entanto, o Joshua Topolsky resume bem a transição entre Jobs e Cook. Jobs foi o génio que se tornou num executivo. Veremos se Cook será o executivo, o homem dos números, que se tornará num génio.

Sem mais demoras, aqui ficam os 3 vídeos da NBC, dedicados à entrevista de Tim Cook, as duas partes da entrevista e o comentário entre Brian Williams e Joshua Topolsky.





No comments yet

COMMENT